O cinema e a crítica

07maio09

img_5243

A palestra que deu início, nesta quinta-feira (dia 7), ao quarto dia do Congresso de Jornalismo Cultural contou com a participação de grandes nomes da crítica do cinema: Isabela Boscov, da revista Veja, Luiz Zanin, do jornal O Estado de S. Paulo, e Sérgio Rizzo, do jornal Folha de S.Paulo. Completou a mesa o roteirista Bráulio Mantovani, autor dos roteiros de Cidade de Deus e 174 – Última parada

Luiz Zanin após palestra sobre cinema

Luiz Zanin após palestra sobre cinema

Questões como a escolha da pauta e o papel da crítica de cinema foram abordadas pelos palestrantes. De acordo com Isabela Boscov, a intenção é orientar alunos e jovens profissionais que procuram a área de jornalismo cultural. “Cada vez mais as pessoas se interessam por essa área, por isso é importante esse contato entre alunos e profissionais da área. A minha intenção na revista Veja é comunicar com o leitor, pensando sempre no estilo e no conteúdo informativo da crítica”, afirma. 
O roteirista Bráulio Mantovani

O roteirista Bráulio Mantovani

Para Sérgio Rizzo, da Folha de S.Paulo, a formação do crítico de cinema é essencial. “A função da crítica é estabelecer um diálogo estético com a obra e o público. Isso demanda grande repertório, como domínio de texto, capacidade de expressão, além é claro de uma formação na área específica, com leituras sobre cinema e ciências humanas”, concluiu.

Ainda nesta quinta-feira, o Congresso de Jornalismo Cultural, iniciativa da revista CULT, realiza um debate sobre artes plásticas com Ana Maria Tavares, artista e professora da ECA-USP, Fábio Cypriano, crítico de artes e professor da PUC-SP, e o artista plástico Paulo Pasta.

Fotos: Renato dos Anjos

Anúncios


%d blogueiros gostam disto: